quarta-feira, 4 de julho de 2007

Star Trek, A Nova Geração

e no post anterior eu falei dos filmes, como introdução pra quem não conhece a história, pra ver se a pessoa se empolga... eu sempre gostei dos filmes, mas confesso nunca ter sido muito fissurado... a onda bateu mesmo quando estava assistindo a série Star Trek, a nova geração... é bem da época em que se apresentava a gata e o rato, magnum, esquadrão classe A, macgiver... eu adorava estas bobagens na época, mas são sempre muito toscos, esquadrao classe A é repetitivo, monótono, a gata e o rato que eu não gostava muito até gostei quando revi, mas é muito novelinha, romancezinho, magnum sempre muito steven seagal, forçado e artifical demais, macgiver é pra adolescente mesmo, porque é mentiroso em excesso, não dá para levar a sério de verdade... tem alguns que vou rever, como a super máquina, miami vice, nova york contra o crime, ainda os comentarei caso valha a pena... mas eu falava de star trek, a nova geração...


se liguem na caixa... é linda... ainda não vi nada igual... os roteiros e a produção ainda teve a participação do criador, gene roddenberry... esse aí é o cara...

alguns episódios são remakes da série classica... esta série está anos luz em termos de roteiro e produção das citadas anteriormente, é realmente uma super série... se alguns não se lembram ela chegou a passar na tv aqui no brasil, e se não me engano na bandeirantes... mas como entendê-la exige acompanhá-la, e isso é impossível quando se trata de tv aberta, foi um fracasso de audiência e saiu do ar... mas agora com o box na mão, a história é outra...


os efeitos são simples, mas nada toscos a ponto de incomodar, até mesmo porque o que impressiona são os roteiros, pergonagens, episódios, vilões... uma alienígena que sente a energia das pessoas ao seu redor, identificando suas dores e prazeres, é a conselheira de picard, o substituto de kirk, um comandante sério, duro, mal humorado... os tenentes da enterprise, um ciborgue que sonha em ser humano e um cara cego de nascença que só enxerga em infra-vermelho, além de um klingon banido... e tem o garoto que vai se tornar o mais inteligente de todos os humanos... e os vilões: os ferengis são uma raça alienigena de cultura extremamente capitalista, incapazes de serem solidários: tudo eles querem vender, em tudo eles buscam o lucro... os klingons são um povo conquistador, que lutam pela honra e pela dignidade da família, a realização da vida de um klingon é morrer numa batalha em defesa de seus valores (qualquer semelhança com espartanos não é mera coincidência)....

agora misturem tudo isso em histórias como: uma grande entidade alienigena, que é uma agua viva gigante, ataca uma cidade sem razao, até descobrirmos que nesta cidade a femea desta agua viva esta presa; a enterprise se aproxima de uma estrela que metabolisa o carbono das celulas dos corpos com o oxigenio transformando-os em alcool, deixando toda tripulação embriagada; um garoto humano pisa numas flores em um planeta onde a punicao para isso é pena de morte, nesse mesmo planeta as pessoas passam os dias transando e brincando; em outro deus é conhecido e tentam estabelecer contato, é visto como uma grande máquina que determina as leis e faz justiça; os ferengis enviam uma máquina criadora de pensamentos para infernizar a vida de picard e fazê-lo destruir a enterprise...

é inegável que alguns episódios são escrotos, a série em alguns momentos se perde querendo passar uma lição de moral, em outros o roteiro fica confuso e voce não consegue sacar nada das razões que levam a um raio sair da enterprise e atingir as pessoas, tem também aqueles super-hiper politicamente corretos... mas no geral, para quem gosta de uma boa ficção científica, é diversão garantidíssima... e prometo falar das proximas temporadas que vier a assistir, pois andei pesquisando na rede e descobri que esta primeira temporada, é considerada uma das piores de toda saga... imagina...

a próxima investida será na série clássica da decada de sessenta... que inclusive tem até versão em desenho animado... conversaremos sobre isso posteriormente...

Um comentário:

Felipe disse...

Negão, é melhor levar um chute nos bagos do que acompanhar séries em TV aberta. Lembro-me muito bem que todas essas séries amargaram na mão da Globo, que demorava a comprar as temporadas novas. Quem se dava bem é quem assistia McGyver, que era atualziada anualmente.
Star Trek New Generation foi transmitida pelo SBT, que apesar de tentar exibir todos os episódios, tem o mal hábito de alterar a grade quase que mensalmente. Foda.
Fiquei instigado pra conferir. Valeu pela lembrança.